quarta-feira, 16 de junho de 2010

Confirmado: Morumbi fora da copa de 2014.



Agora é oficial. O Morumbi está fora da Copa do Mundo de 2014. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Fifa confirmaram nesta quarta-feira a informação e o estádio do São Paulo não fará mais parte do projeto paulista.

De acordo com o Comitê Organizador Local da Copa do Mundo 2014 (COL), o São Paulo não enviou as garantias financeiras para a reforma do estádio - orçadas em mais de R$ 600 milhões. O clube chegou a enviar um sexto projeto ao COL, mas este sequer foi analisado.

A cidade de São Paulo pretende receber a abertura da competição, e a Fifa não gostou do projeto são-paulino - considerou a reforma insuficiente e pediu a construção de um novo estádio.

Nesta semana, o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Marco Polo Del Nero, revelou que um novo projeto de estádio será enviado ao COL para garantir a abertura da Copa em São Paulo.

O novo campo, provavelmente, será construído no bairro de Pirituba. Será um complexo esportivo, que deve custar cerca de R$ 500 milhões e terá capacidade para 80 mil torcedores. As verbas para a construção virão da iniciativa privada e do governo paulista.

O governo e a prefeitura de São Paulo descartaram a utilização de dinheiro público para a construção de um novo estádio, até porque, assumir um investimento desse tipo poderia prejudicar nas futuras reeleições dos partidos envolvidos.

Ficou a impressão de uma retaliação da CBF ao São Paulo ou pode ser também a vontade da Federação Paulista de Futebol em sediar a abertura da copa e não viu essa possibilidade no Morumbi. Mas o fato é que pareceu bem estranho essa decisão, já que essa copa, de início seria sem dinheiro púlico, como disse várias vezes o presidente da CBF, Ricardo Teixeira. E estamos constatando que isso não passava de uma piada de mau gosto.

Veja abaixo o projeto apresentado do estádio do Morumbi pelo São Paulo, reprovado pelo comite organizador da copa.

A diretoria do São Paulo afirma que a reforma será feita independente da aprovação para a copa













Clique na imagem para apliar

No vídeo abaixo você pode entender melhor como o projeto vai ficar para 2014. Nesse vídeo ainda não tem o rebaixamento do gramado e nem as arquibacadas próximas ao campo, exigências que foram feitas pela FIFA e que não foram viabilizadas financeiramente pelo São Paulo.
video

terça-feira, 15 de junho de 2010

Prancheta: A seleção brasileira que acostumamos ver, com os defeitos de sempre.

O 4-2-3-1 característico armado pelo Dunga continua mostrando dificuldades de furar retrancas, já que a grande arma do esquema dificilmente é utilizada, o contra-ataque rápido. A bola parada também não foi tão eficiente como é de costume.
A deficiência defensiva do lado esquerdo com Felipe Melo e Michel Bastos, a falta de condições físicas do Kaka e do Luis Fabiano e a dificuldade na saída de bola dos lentos volantes já eram problemas apresentados nos amistosos e que visivelmente não foram corrigidos nessa partida contra a Coréia do Norte.



O sofrido 2 à 1 sobre a Coréia do Norte teve alguns pontos bons também. A participação ofensiva dos laterais foi muito boa. Michel Bastos arriscou chutes de fora da área e Maicon foi muitas vezes à linha de fundo, embora nem sempre recebesse a bola.

O destaque do jogo foi Robinho. Inicialmente no lado esquerdo, aos poucos foi se movimentando também pela intermediária ofensiva e, com a saída de Kaká, assumiu o posto de armador da equipe, como muitas vezes faz no Santos. Além disso, driblou, passou e finalizou. Daniel Alves, no pouco tempo que esteve em campo, não deu o dinamismo que normalmente dá ao time quando entra. O mesmo pode se dizer de Ramires, mas este teve ainda menos tempo em campo. Por outro lado, Nilmar dividiu a atenção da defesa e foi produtivo.

A expectativa de melhora será grande na partida contra a Costa do Marfim, ainda mais porque o adversário tem qualidade e é bem armado.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Prancheta: A Internazionale campeão europeu do Mourinho.

Campeão da Copa de Itália, do Campeonato Italiano e agora campeão europeu. A Inter de Milão venceu o Bayern de Munique por 2 a 0 na final da Liga dos Campeões e assegurou a tríplice coroa, com os três títulos mais importantes disputados na temporada. O argentino Diego Milito, que já havia marcado na final da Copa e no jogo que decidiu a Liga, assinou os dois gols da vitória do time italiano, que volta a levantar o principal troféu europeu depois de 45 anos.

Quem também fez história foi o técnico português José Mourinho. O treinador venceu o duelo pessoal com seu ex-mentor Van Gaal e conquistou pela segunda vez a Liga dos Campeões, entrando na lista seleta de técnicos que venceram a competição por dois clubes diferentes. O primeiro título de Mourinho foi com o Porto na temporada 2003/2004.


A Internazionale de Milão começou o jogo no 4-2-3-1, com Pandev e Eto'o como meias-atacantes abertos, Sneijder no meio e Diego Milito como centroavante. Maicon não subiu ao ataque como de costume e, diferentemente das últimas partidas da Inter na Champions League, Chivu foi o lateral-esquerdo e Zanetti foi o volante pela direita, além do Cambiasso que jogou de volante e fazia a cobertura do Chivu nas investidas do Robben . José Mourinho apostou em primeiro fazer o gol para, depois, poder armar suas linhas de marcação. E foi o que ele fez. No segundo tempo, a Inter armou-se no 4-1-4-1 com Zanetti na lateral esquerda e Stankovic em seu lugar como volantes. Eto'o e Pandev assumiram a condição de meias e Sneijder passou a fazer parte da linha de meio-campo. Milito ficou isolado na frente. Nesse desenho, a Inter passou a jogar no contra-ataque e fez o segundo gol, que garantiu o título continental.

Na defesa, a Inter teve Maicon na lateral direita, Lúcio como defensor pela direita, Samuel como defensor pela esquerda e Chivu como lateral-esquerdo. Maicon subiu pouco e Chivu ficou apenas na defesa. O miolo afastou bem as bolas alçadas na área e teve uma ótima atuação. Aliás, como tem sido regra nessa temporada.

No meio-campo, Cambiasso como volante pela esquerda, Zanetti como volante pela direita, Sneijer como armador à frente dos volantes, Eto'o e Pandev como meias-atacantes abertos pelos lados.

No ataque, o centroavante Milito contava com a aproximação de Sneijder, Eto'o e Pandev. Milito não jogou enfiado, mas deslocando-se de acordo com a aproximação dos companheiros.

Na segunda etapa, já ganhando de 1 a 0, José Mourinho armou uma linha no meio-campo à frente de um volante (Cambiasso). A Inter correu poucos riscos durante todo o jogo e conseguiu, muitas vezes, armar contra-ataques perigosos.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Prancheta: Por dentro do cauteloso Inter do Fossati, próximo adversário do São Paulo na Libertadores

O Internacional achou a classificação contra o Estudientes nos últimos minutos no segundo jogo na Argentina. Mas o diferencial dessa equipe do Inter é a cautela e a organização da equipe durante a maioria dos jogos decisivos. O excesso de cautela quase deixou o Inter na mão quando tomou dois gols em menos de 5 minutos de desatenção.

O Inter dificilmente toma contra-ataques, porém, tem muita dificuldade para criar oportunidades de gols. Essa dificuldade acontece porque o Fossati organiza a equipe pra atacar com poucos jogadores.


O esquema de jogo do Inter é o 3-6-1, que modifica constantemente com auteração de jogadores, podendo se transformar em 4-4-2 e até em 4-3-3 dependendo da necessidade.


quinta-feira, 20 de maio de 2010

Semi finais definidas

Confira os confrontos das semifinais da Libertadores da América:

Jogos de ida das quartas de final:
11/05 - 22h15m - Chivas 3 x 0 Libertad
12/05 - 19h30m - Flamengo 2 x 3 Universidad de Chile
12/05 - 21h50m - Cruzeiro 0 x 2 São Paulo
13/05 - 20h15m - Internacional 1 x 0 Estudiantes

Jogos de volta das quartas de final:
18/05 - 22h15m - Libertad 2 x 0 Chivas
19/05 - 21h50m - São Paulo 2 x 0 Cruzeiro
20/05 - 19h45m - Estudiantes 2 x 1 Internacional
20/05 - 22h15m - Universidad de Chile 1 x 2 Flamengo


Semifinais: 28/07 - Internacional x São Paulo
28/07 - Chivas x Universidad de Chile
04/08 - São Paulo x Internacional
04/08 - Universidad de Chile x Chivas